2 de jul de 2010

Futebol e Fé Cristã Católica



Muitos católicos ainda não compreenderam o que é ser cristão. Muitas atitudes vistas como normais em nossa sociedade são despercebidas e não são criticadas pelos cristãos católicos.


Em muitas passagens bíblicas, Jesus Cristo lutou contra as injustiças, lutou em favor dos pobres e levou amor a toda humanidade. Em Lc 9,10-17, Jesus dividiu cinco pães e dois peixes para centenas de pessoas que o seguiam. Em Mc 12,13-17, Ele condenou todo tipo de dominação e hipocrisia quando os partidários de Herodes perguntaram se era lícito ou não pagar o imposto a César. E há tantos outros exemplos da vida de Jesus Cristo que, como cristãos, deveríamos imitá-lo para criarmos um novo mundo de paz e amor.

Um exemplo típico do cotidiano são as guerras entre as torcidas de times de futebol. Sabemos que a prática de esportes ajuda o ser humano a manter de forma saudável sua saúde física e mental. Porém, o que assistimos em quase todas as partidas de futebol é a intolerância com o nosso semelhante quando torce e veste a camisa do time adversário. A palavra "adversário" possui o sinônimo de "inimigo", "rival", "concorrente", e dessa forma, já condiciona a mente da pessoa-torcedor que é preciso abater todo inimigo que apareça a nossa frente. Trata-se de uma guerra e isso gera as brigas e mortes entre torcedores. Sem contar a violência dentro de campo entre os jogadores que deveriam dar exemplo para a sua torcida e que louvam a Deus toda vez que marcam um gol. Isso não é uma atitude racional, nem muito menos cristã.

Tudo é permitido, mas nem tudo é oportuno.
Tudo é permitido, mas nem tudo edifica.
1 Coríntios 10,

Nenhum comentário:

Postar um comentário