18/04/2011

Solidariedade: uma resposta ao mal fazendo o bem


Hospitais pedem que as pessoas doem sangue para ajudar as vítimas da tragédia da Escola Tasso Silveira, em Realengo. Na manhã desta quinta-feira, 7 de abril, um homem entrou na escola e atirou contra estudantes, deixando 11 crianças mortas e 13 feridas. Em um gesto de solidariedade, 14 seminaristas do Seminário São José, foram ao Instituto Nacional do Câncer (Inca) doar sangue para as vítimas.

Além de muitos momentos de oração, os seminaristas atenderam um pedido do Arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, e foram junto com o Reitor de Filosofia do Seminário, Padre Álvaro José Assunção, exercer um ato concreto de solidariedade neste momento difícil pelo qual a cidade está passando.

- Em meio ao momento de dor e sofrimento, viemos exercer o gesto de solidariedade com o próximo, respondendo ao mal com o bem. Respondemos com um gesto de caridade, de fraternidade e assim somos solidários às famílias, disse o Seminarista Thiago Azevedo.

Já no meio da tarde desta quinta-feira, o INCA havia encerrado a arrecadação de sangue. Mas o Hospital Albert Schweitzer, ainda precisa de doações, pois é o local para onde as vítimas foram levadas.

Para ser doador é necessário estar com um documento oficial de identidade com foto, ter entre 18 e 65 anos, pesar mais de 50 quilos e estar bem de saúde.

Essa é nossa Igreja, fazendo presente neste momento de dor e angústia.Em total compaixão para com as vítimas, familias e o autor deste episódio.Rezemos!Rezemos!Rezemos!

Fonte: Pascom Comunitária e Arq. do Rio de Janeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário