29 de set de 2011

Círculo Bíblico - Setembro 2011



Podemos assim fazer uma pequena dinâmica no círculo bíblico,no aprofundamento na prática do que estávamos vivendo.Como segue abaixo a descrição da brincadeira, que chama-se de :


COMPRIMIDO PARA A FÉ

Material a ser usado : Três copos com água. Três comprimidos efervescentes.
Utilidade pastoral: Nós, Templo do Espírito Santo. A graça de Deus na vida do cristão-Católico.

1. Colocamos três copos com água sobre a mesa.
2. Pegamos três comprimidos efervescentes, ainda dentro da embalagem.
3. Pedir para prestarem atenção e coloquei o primeiro comprimido com a embalagem ao lado do primeiro copo com água.
4. Coloquei o segundo comprimido dentro do segundo copo, mas com a embalagem.
5. Por fim, retirei o terceiro comprimido da embalagem e colocamos dentro do terceiro copo com água.
6. Pedir que os participantes digam o que observaram. Foi uma verdadeira chuva de idéias, em partilha comunitária envolvente e entusiasmada.


















Durante este mês de Setembro, muitas comunidades espalhadas pelo Brasil a fora, tomam em suas mãos alguns capítulos do Livro do Êxodo (15,22 - 18,27), para refletir e rezar sobre sua própria história e caminhada.E a nossa Comunidade Imaculada, reservou o dia 19 de setembro de 2011, para fazermos esse Círculo Bíblico em torno do tema proposto pela Igreja no Brasil.

Na verdade, a experiência de Israel que saindo da dura servidão no Egito, percorre o deserto rumo a Terra Prometida, não é significativa apenas para os judeus, mas também para nós, cristãos.

O que se tem em vista não é somente a conquista da Terra Prometida, mas a possibilidade de servir a Deus como Ele quer ser servido. Israel parte, não para ser um povo como um outro qualquer, mas para servir a Deus. A meta que quer alcançar é a montanha de Deus, até então desconhecida, para nela poder servir o Senhor.

“Existem tantas formas de deserto. Há o deserto da pobreza, o deserto da fome e da sede, o deserto do abandono, da solidão, do amor destruído. Há o deserto da obscuridão de Deus, do esvaziamento das almas que perderam a consciência da dignidade e do caminho do homem. Os desertos exteriores multiplicam-se no mundo, porque os desertos interiores tornaram-se tão amplos. Por isso, os tesouros da terra já não estão ao serviço da edificação do jardim de Deus, no qual todos podem viver, mas tornaram-se escravos dos poderes da exploração e da destruição. A Igreja no seu conjunto, e os Pastores nela, como Cristo, devem pôr-se a caminho, para conduzir os homens fora do deserto, para lugares da vida, da amizade com o Filho de Deus, para Aquele que dá a vida, a vida em plenitude” (BENTO XVI, Homilia, 24-04-2005).

Caminhamos no deserto confiantes que um dia ele se transformará em jardim, certos de que toda amargura cederá lugar à verdadeira alegria.Podemos assim contar com a participação de alguns membros da Comunidade, para refletirmos e partilhamos em comum com a Igreja e com a nossa experiência, conduzido pelo Espírito Santo e a orientação da jovem Duda Andrade.









Fonte: Pascom Comunitária



Um comentário:

  1. Queridos! Fico feliz em ver as notícias dessa comunidade circulando de maneira criativa e eficaz! Parabéns! Gostaria de deixar uma dica, que tal trocar a cor de fundo do blog por uma cor mais clara? Isso vai tornar a leitura mais agradável. Um abraço,

    Patrícia Luz - Pascom Salvador

    ResponderExcluir