13 de jan de 2011

Deus não entrou de Férias

A maior parte das famílias está de férias, as tão merecidas férias. Depois de um ano de stress, de sacrifícios, de muito trabalho. Alguns partem para fora do país, outros para fora da sua localidade. Muitos buscam novas paisagens, outros refugiam-se no local habitual, seja no campo ou na praia; dormir tarde e acordar mais tarde ainda, etc... A Bíblia ensina que isto é bom e relata que “no sétimo dia Deus acabou de fazer todas as coisas e descansou de todo o trabalho que havia feito”(Gn. 2,2). Assim também nós, filhos de Deus. Se Ele descansou, e nós fomos feitos à imagem e semelhança de Dele, nada mais justo do que termos férias. E que lugar ocupa Deus em nossas férias?

Porém, se não estivermos atentos, algo muito delicado pode passar despercebido. No entanto, muitos neste período acabam dando férias à sua Bíblia, à oração, ao testemunho e até ao próprio Deus. É como se dissessem: “Deus vou lhe dar um tempo para recuperar as sua forças. Não vou incomodá-lo com as minhas orações, não precisa se preocupar em me dizer nada, pois a Bíblia estará devidamente guardada. Fique tranqüilo, pois sei me virar sozinho. Afinal estamos de férias. Nos vemos em trinta dias ou mais.”

Nós, muitas vezes, mudamos o nosso relacionamento com Deus. Deixamos de ir às missas, não fazemos nossas orações pessoais, ficamos presos à televisão e ao computador e por isso, nos tornamos mais vulneráveis ao pecado. Jovens que não respeitam a castidade, pessoas que mergulham no vício; brigas entre pessoas que nem se conhecem ou até mesmo entre grandes amigos, traições entre casais, mentiras... Tudo isso causado pelo nosso afastamento de Deus. Sem perceber, podemos entrar numa rotina que provoca em nós algo que ao invés de ser benéfico, torna-se verdadeiras brechas e nos distanciam da nossa salvação, podendo deixar marcas para nossa vida inteira.

Jesus nos diz: “Vigiai e Orai”. É preciso ter muito cuidado com as coisas que fazemos em nossa vida. Tiramos férias do nosso trabalho, da nossa faculdade, ou da escola, dos nossos trabalhos pastorais, mas não podemos tirar férias de Deus NUNCA. É necessário levar Deus para onde quer que vamos. Já que temos mais tempo nas férias, porque não gastar mais tempo com Deus? Passear na praia com o terço nas mãos, pegar aquele ventinho gostoso meditando a Palavra de Deus, ler um bom livro católico, contemplar as paisagens que vemos e fazer um grande louvor a Deus pela sua criação. Ou ainda (a melhor de todas!) chegar ao local das suas férias e procurar logo aonde tem uma Igreja e verificar os horários da Santa Missa e participar pelo menos aos domingos. Tudo isso é necessário para não tirarmos férias de Deus. O que diz a Igreja: "Os tempos livres sejam bem empregados, para descanso do espírito e saúde da alma e do corpo, ora com atividades e estudos livremente escolhidos, ora com viagens a outras regiões (turismo), com as quais se educa o espírito e os homens se enriquecem com o conhecimento mútuo, ora também com exercícios e manifestações desportivas, que contribuem para manter o equilíbrio psíquico."(Constituição Pastoral sobre a Igreja no mundo atual - GS 61)

Para os que pensam e agem assim, uma boa (ou má) notícia, dependendo quais sejam as intenções: Deus não entrou de férias. Por mais distante geograficamente que se esteja da igreja, dos amigos, das reuniões, dos encontros deve-se sempre lembrar que descanso não significa falta de compromisso.

Imagine se Deus resolvesse tirar férias, e o período Dele não coincidisse com o nosso. Às orações, apenas uma resposta: “Desculpe não poder atendê-lo, mas Deus está de férias”. Nos momentos de oração, louvor e adoração uma mensagem gravada: “Obrigado por enviar sua oração, o seu louvor e adoração. No momento estou de férias. Quando retornar, farei contato.”

Muitos reclamariam dizendo ser um absurdo Deus estar de férias quando mais se precisa Dele. Mas eu fico pensando se não é Deus que acha absurdo, quando percebe que muitas pessoas que lhe deram trabalho o ano todo, saíram de férias e não lhe convidaram para participar dos excelentes programas de verão.

E olha que Ele iria para trabalhar!!! Afinal... Deus não entrou de férias.

Curta bem essas férias na presença do nosso senhor!

Fonte : Pe. Mário Sérgio do Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário